21.11.09

Sobre ciclos que se encerram e outros que se abrem

Todo ano, por esta época, dá uma tristeza danada!
Temos que abandonar um grupo de alunos que concluiu a 3ª série do Ensino Médio.
Convivemos com eles por três anos e observamos passo a passo seu crescimento intelectual, emocional e físico.
Claro que nem tudo foi maravilhoso, muitos atritos, muita discussão, afinal este é o papel do adulto e do professor: dizer não, corrigir e apontar alguns rumos.
Se não desprezamos a inteligência e a sensibilidade dos jovens eles nos compreenderão, uns mais cedo, outros mais tarde.
Para minha alegria alguns deles que agora terminam este ciclo mudam de lista. Retiro o nome deles da minha lista de “Alunos” do MSN e incluo na lista de “Amigos”.
Quando olhos para as redes de relacionamento das quais participo e encontro alunos que vi por volta de 1993/94, hoje homens e mulheres, profissionais respeitados na suas áreas de atuação, pais e mães, sinto um orgulho danado.
Talvez seja pretensão de minha parte, talvez eu me dê muita importância, assim como aos meus colegas de profissão, mas não tem como se sentir um pouco responsável pelas histórias desses jovens.
Assim como dói o coração lembrar aqueles que ficaram pelo caminho.
Às vezes bate um desânimo com a estrutura educacional e com os caminhos que a sociedade toma, mas isso logo passa, basta um trabalho bem feito, uma pergunta que muda o rumo da aula e a alegria no olhar e no sorriso desta moçada.
Fica aqui registrado meu imenso carinho pelos alunos das terceiras séries do Pueri Domus – Verbo Divino, do ano de 2009.

13 comentários:

zaira disse...

ai toto, que graça.. suas broncas serao lembradas com muito carinho!
viva milton santos!

Anônimo disse...

Toni Muito obrigado por tudo, durante esses três anos de conhecimento e acima de tudo de rizadas e amizade.
T adoro ai em abração Gustavo.

Gustavo disse...

E imaginar que este ciclo passou pra mim a quase 7 anos e ainda lembro como ontem... Sempre deixa saudade!!
E o Toni eh aquele professor chato que todo mundo gosta...neh? hahaha!
Abs Toni
Gustavo

henriqueespindola1 disse...

Toni,
Muito bonito o texto , hoje em dia posso dizer o mesmo que incluo na minha lista de amigos um professor!

grato por toda atenção e dedicação.

abrcs

Carlos disse...

toni! pode ter certeza que vc nunca será esquecido por nós! vc é um cara mto especial e todos seus ex-alunos adoram vc! espero ver vc na colação de grau hein! abraço

julio disse...

Vlw Gordooo !!
Julio

Carol =] disse...

Onnh... que lê acha até que voce é fofinho assim sempre !
brigada toniiinho !

amcleaver disse...

Quando as aulas deixam de ser apenas um espaço de conhecimento científico para navegar pela vivencia e pela sabedoria então não há pretensão, pois com certeza você deixou marcas profundas no desenvolvimento de todos seus alunos. Grato pelos ensinamentos, tanto os geográficos quanto os outros!!

Baliza disse...

Gôôô...
O ciclo pode acabar mas a amizade eu tenho certeza que vai continuar... Valeu pelas aulas não só de geografia, mas de reflexão sobre tudo o que vivemos!!!
Abraaço e até o churras! (sim, um churras)

Natália disse...

toooni gordinho,
eu tenho que agradecer por tudo, de verdade. com certeza você nunca será esquecido.

Luciana disse...

Toni, não foi preciso acabar esse ciclo pra que tu já tivesse te tornado não só um professor, mas um grande amigo não só pra mim, mas com certeza para todos nós.
Mesmo tuas piadinhas com gaúchos que me irritavam não fizeram gostar menos de ti.
Vou sentir muuuita saudade de ti e espero que, assim como outros ex-alunos, a gente continue mantendo contato!
Beijo, gordinho!

helena disse...

Toni, apesar de você sempre dizer que eu pareço mal encarada,brava ou até espanhola hahahaha tenho uma grande admiração e respeito por você e vou sentir saudades de te ver sempre, mas espero continuar mantendo contato, ou pelo menos, te mandar alguns scraps mesmo que você não os responda! só tenho de agradecer.
beijo toni!

Minchin disse...

O ano acabou e só hoje me ocorreu vir aqui. O Pueri, depois de mais um mês de despedida, ainda não me parece distante. Me pergunto quanto tempo essa sensação de proximidade durará... Talvez até o início das aulas, quando meu irmão sair do carro sozinho e eu não me deparar com as catracas... Talvez até lá, e pra sempre, eu ainda me sinta aluna do Pueri. E vocês, professores, são os grandes responsáveis por esse "parentesco". Obrigada. E até breve!