9.12.06

Sobre a morte de um ditador-presidente

A revista Istoé apresenta uma matéria que questiona a morte do presidente-ditador Castello Branco.
Abaixo apresento trecho desta matéria.
Estou aqui imaginando a Veja, Folha de S.Paulo, Jornal Nacional e os demais co-irmãos do jornalismo pátrio:

- Senador Arthur Virgílio pede CPI para apurar morte de ex-presidente e responsabiliza o presidente Lula pelo fato
- PT envolvido na morte de Castello Branco
- ACM faz pronunciamento na tribuna do Senado: Lula sabia de tudo
- PF apura suposta ligação telefônica entre dirigentes do PT e da esquadrilha da fumaça
- Tasso Jereissati vai ao STF contra o PT e pede esclarecimentos sobre a morte de ex-presidente
- Exclusivo: Veja obtém fita de vídeo que mostra como o PT pagou mensalão para a Esquadrilha da Fumaça nos últimos anos



A segunda morte de Castello Branco
Documento secreto obtido por ISTOÉ coloca sob suspeita investigações sobre desastre
aéreo que matou o presidente. Promotor defende reabertura do caso. Foi atentado?

Por Alan Rodrigues

A colisão aérea que matou um presidente da República e mudou o rumo da história política do País vai sair das sombras dos arquivos para ser reaberta à luz do dia, quase 40 anos depois. ISTOÉ teve acesso com exclusividade ao relatório secreto feito pelos oficiais do regime militar (1964-1984) sobre a queda do avião em que viajava o marechal Humberto de Alencar Castello Branco. Produzido pelo Serviço de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos, datado de 21 de novembro de 1967, o documento de dez páginas jamais viera a público. Suas apurações repletas de falhas e conclusões superficiais fizeram com que o procurador da República Alessander Wilson Cabral Sales, do Ceará, entrasse com uma ação civil contra a União para obter informações mais detalhadas sobre o caso. “O Ministério Público não acredita que um acidente que vitimou um presidente da República tenha sido analisado de forma tão superficial”, diz ele. As falhas na apuração do acidente permitem a interpretação de que o que houve foi, de fato, a tentativa de acobertar um atentado – e não o de elucidar um acidente.

Para ler a reportagem completa clique aqui.

2 comentários:

Heitor Augusto disse...

Desde pequenininho, meu pai me fala, com a sabedoria popular: "Ó, Heitor, essa morte do Castello foi montada!". E olha que ele nunca passou perto de qualquer tipo de militância.
Importante a atitude do procurador. Aliás, vc viu "Hércules 56", Toni?

neo disse...

Daqui a pouco vão alegar que a culpa pelo aumento de nº de furacões e tornados no planeta é culpa do Lula também...

Nesta mesma linha, encontrei esta pérola em uma lista de historiadores:

"Dossiê norte-americano adverte que Lula fará “populismo socialista” para conquistar a reeleição por mais 6 anos"

Em que se diz:

"O estudo norte-americano adverte para a possibilidade de um confisco tributário em fundos e em poupanças acima de R$ 50 ou 60 mil reais.

Nos dois casos, o dinheiro só poderia ser movimentado de seis em seis meses, sob risco de remuneração quase nula."

Na íntegra, para quem tiver estômago para mais um tentáculo da Veja, em :

http://alertatotal.blogspot.com/2006/12/dossi-norte-americano-adverte-que-lula.html