25.11.08

Tempo de mudar de tempo

Aproxima-se o final de mais um ano.
Logo começarão os “resumos dos fatos mais importantes do ano de 2008”. Coisa bem chata de se ver e se ler. Normalmente a TV dedica boa parte do tempo para as celebridades e para as tragédias. Deprimente!
Naqueles poucos momentos dedicados à política não faltarão menções à eleição de Barack Obama.
Óbvio que um presidente negro num país racista como os EUA é algo de muita significância, mas não é a redenção dos pecados do mundo. Parece-me que os EUA perseguem os modelos fascistas, na busca insana do salvador da pátria. Era o Bush, agora é o Obama.
A crise mundial, provocada pelo deus mercado, também deverá ocupar minutos preciosos, entre a propaganda de um banco e a de outro.
Duvido que a mídia ouse dizer que a culpa é de quem tem a grana e o poder. Ou diga, com todas as letras: o neoliberalismo conduziu o mundo ao fracasso!
Ainda penso que o excesso de lucro é o pai das crises do sistema capitalista, mas prometo voltar ao assunto quando tiver mais tempo.
Aqui, ao sul do Equador, continuaremos neuróticos com nossa mídia grande, ou como gosta Paulo Henrique Amorim, o PIG (Partido da Imprensa Golpista).
Durante muito tempo li nos cadernos de economia que o dólar abaixo de R$ 2,00 seria a plena falência da nossa economia, agora leio que o dólar acima de R$ 2,00 é a própria encarnação do capeta! Vai entender.
Os grandes e graves problemas continuarão esquecidos, providencialmente, nas mesas e gavetas dos editores e dos supremos juízes: crimes do colarinho branco, fusão da BrOi, reforma política, escândalo da Alstom...
A indignação continuará seletiva, só atingirá aqueles que não pertencem ao seleto clube que sempre esteve no poder ou aos seus apaniguados.
A educação continuará sendo discutida nas páginas de Veja, no seu monumental esforço tucano-privatista.
Os nossos não partidos políticos continuarão a não ter projetos para o nosso país. Aliás, terão: contratar o melhor marqueteiro para as eleições de 2010.
Depressão pré-natalina? Pode ser. Na verdade odeio o natal. Aquele velho barbudo com aquele enorme saco nas costas me causa asco. E o casacão? E ainda aquela simulação de neve? Um horror!

2 comentários:

Renato disse...

ESSE TEXTO FOIO MELHOR DO ANO.

1- O OBAMA NÃO É O CHE GUEVARA NEGRO.

2- NOSSOS PARTIDOS SO PENSAM EM ELEIÇOES, ALEM DE MARQUETEIROS DEVEM CONTRATAR MATEMATICOS.

3-O P.I.G.E SUA MUSA, A MIRIAM LEITÃO NÃO TEM CORAGEM DE DIZER O QUE O BRILHANTE CESAR BEIJAMIN DISSE SOBRE A CRISE
VENDERAM COISAS QUE NAO EXISTIA POR UM DINHEIRO QUE NAO EXISTE, OLHA E ESSE PROCESSO É MEIO ANTIGO, MAS PARECE QUE TEVE SEU EPILOGO AGORA, OU SEJA 50 ANOS DE ROUBO PATROCINADO PELO DEUS MERCADO E ABENÇOADOPELO PAPA U.S.A, TINHA QUE ESTOURAR UMA HORA.

4-SOBRE O DOLAR, E SIMPLES, SE O GOV EIXAR DE UM JEITO SOMOS CONTRA E SE DEIXAR DO OUTRO TAMBEM
O PROBLEMA NAO É O DOLAR E SIM O LULA

5- SABE PORQUE O LULA TEM ESSA POPULARIDADE TODA??
ALEM DOS SEUS MERIOTS, ELE TEM A SORTE DE UMA OPOSIÇAO DE ESQUERDA PEQUENA E UMA DE DIREITA QUE SE JUNTAR SEUS PRINCIPAIS LIDERERS VAI PARECER FILME DOS TRES PATETAS.

6- APOSTOQUE OSPRINCIPAIS TEMAS DO FIM DE ANO

ISABELA NARDONI
A MOÇA DE GUARULHOS
A CRISE , MAS BEM SUPERFICIAL
OLIMPIADAS
OBAMA
---------------------------

Cassio disse...

Antes que comecem as críticas infundadas, de que a imagem do Papai Noel foi criada pela Coca Cola, e que é a personificação do capitalismo, etc...
Um breve relato histórico que todos deveriam saber:
A imagem atual do Papai Noel, ou Papai Natal, Santa Claus, São Nicolas, entre outros nomes, foi criada em 1863, até então a figura aparecia em uma tunica, e era magro. Foi então que neste ano de 1863, Thomas Nast, um caricaturista e crítico político, a maior parte de suas caricaturas tratavam de temas políticos e o Papai Noel foi uma de suas poucas que não tinham cunho político. Os cartuns de Thomas Nast apoiavam os índios americanos, os sino-americanos, apoiava também a abolição da escravatura, e criticava o segregacionismo racial da KKK. Nast foi cônsul dos EUA no Equador, morrendo de febre amarela ainda exercendo o cargo.

Link para a cariatura do Papai Noel:
http://greatcaricatures.com/articles_galleries/nast/html/1866_1229_santa.html