12.10.09

O que o poder faz as pessoas

Segue um vídeo sobre o incêndio que destruiu ontem uma favela em São Paulo, mais uma.
A fumaça não havia sumido por inteiro quando nos deparamos com uma declaração assustadora da subprefeita da Lapa, a Soninha.
Outrora jovem política sensível as causas populares e ambientais, hoje é apenas mais uma burocrata insignificante. Embruteceu-se no jogo da polítca? Já era isso e a gente não percebia?
Veja o vídeo e preste atenção ao que ela fala:

7 comentários:

Miguel Grazziotin disse...

Soninha foi outrora demitida da TV Cultura porque declarou que usava maconha. Não é a questao da droga em si, mas...após este evento ela saiu do PT, ganhou cargos e projeção no outro lado...estranho não?
Fiz um post sobre os incendios em sampa e convido-os a ler.
www.miguelgrazziotinonline.blogspot.com

Pedro disse...

Naquela época em que saiu do PT e declarou em publico suas opinioes a respeito do uso de maconha, ainda a admirava. Por pouco, não dei meu voto a ela, ainda bem.
Como subprefeita da Lapa ela comprou a briga contra a comunidade da Pompéia ameaçando de expulsão da sua quadra onde a escola de samba faz seus ensaios ha anos. Os prédios de luxo que subiram recentenemnte ao redor da quadra, em nome da ordem, advogam que a escola deve sair do local.
Ora, uma escola de samba que deixa seu bairro, deixa consequentemente sua origem e sua história. Naquele local, debaixo de um viaduto, a comunidade se reúne e faz muito mais do que um dia de desfile simplismente.
É triste ver que na briga entre cultura popular e especulação imobiliária a subprefeita já decediu seu lado.
BUROCRATA

Pedro

Prof Toni disse...

O pior é que, como política, ela me convenceu por um curto espaço de tempo, talvez pelo respeito que eu tinha pelo seu jeito de fazer jornalista. É uma pena, profissionalizou-se na política muito rapidamente e da pior forma possível.

Fabrizio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Prof Toni disse...

Meu caro, quanto a precariedade da vida dessa pessoas nem se discute, o que me deixa pasmo é a cara de pau da Soninha...

K.Portes Leão disse...

Toni,

tava pra te escrever já há algum tempo sobre isso. Sabe como é, comentar, discutir.

enfim, não tomo partido da Soninha de maneira nenhuma, mas também não me coloco em posição contrária a ela. De longe, sei que existem iniciativas e posturas dela bem interessantes e já estivemos bem mais lado a lado (direta e indiretamente).

Acontece que muitas vezes não dá pra resumir caras-de-pau por conta de uma gravação, ainda mais de quem: da tal da toda-poderosa-globo. A fala dela, fica claro PRA MIM, foi - neste vídeo colocado aqui no teu blog - cortada, pelo menos o início do que ela diz. Esses caras podem fazer muito mais do que imaginamos. E acho muito complicado confiar na mídia, no que eles colocam nos nossos ouvidos, o que mostram aos nossos olhos. Eles são mestres nisso.

Outro detalhe é que, sem fazer nenhum pré-julgamento, não encarei que foi EXATAMENTE isso o que ela diz no vídeo. Ela, ao meu ver, se refere à instalação precária daquele local e suas possíveis consequências (como acidentes, incêndios - como o que havia acontecido ali).

Enfim, só pra expor o que andei pensando sobre seu post aqui desse outro lado do mundo.

Sempre tô te lendo.

Um abraço!

Prof Toni disse...

Kátia, talvez você tenha razão, mas essa atitude não foi a única da Soninha a contrariar sua história política, o próprio exercício do cargo de "vice-prefeita" do governo Kassab não guarda nenhuma coerência com a votação que ela teve para a Câmara Municipal na eleição anterior e muito menos com o seu discurso...