25.8.09

Capão Redondo: quando a justiça funciona

Algumas palavras conseguem me emocionar rapidamente, principalmente quando se percebe que o que move o escritor é o coração, a alma ofendida. Não importa o preciosismo da língua, a correção da gramática, importa a dor que elas exprimem. O que a TV mostrou ontem no Capão Redondo o guerreiro Férrez retrata em poucas palavras:

Não foi fácil olhar aqueles rostos, lágrimas tentavam cobrir o vermelho que a fumaça trouxe.
perder tudo é falar bobagem, perderam o pouco que tinham.
800 famílias.
um terreno partícular.
a justiça em ação, nesses casos ela funciona, o terreno vai voltar para o proprietário, que por tanto tempo nunca foi lá usar.
tinha mais de 500 policiais.
Vai um grande salve pros bombeiros, que mesmo sem a água chegar, fizeram o possível para os moradores não perderem mais, muitos sairam passando mal intoxicados, também tinha uma equipe fiminina da PM que veio trazer água pra gente e leite, lição de humildade em meio ao caos.

Se quiser ver as fotos da praça de guerra, é só clicar aqui.

2 comentários:

Miguel Grazziotin disse...

Triste o pnto em que chegamos.
Aliás, a vilolência dos govrenos PSDB/DEM/PFL é impressionante. Aqui no Sul, assassinaram pelas costas com calibre 12 um sem-terra, e aí, massacram os despossuídos....
Miguel Grazziotin
www.miguelgrazziotinonline.blogspot.com

Prof Toni disse...

E parece que as pessoas, de modo geral, acham isso normal...