5.4.07

Atropelamento e morte em Jaú

Leiam trechos da notícia da Folha de S.Paulo do dia 05/04/07, reproduzindo matéria publicada no jornal Agora.

Após colisão, mulher foge, atropela 5 e mata 2

MARIANA PINTO

DO "AGORA"

A empresária (de que ramo? O que ela faz afinal de contas?) Walterez Regina Venturini Macacari, 51, matou duas pessoas após atropelar cinco pedestres com sua Mitsubishi Pajero, na tarde de anteontem, no centro de Jaú (296 km de SP).
De acordo com a polícia, Walterez trafegava (como assim trafegava? Qual a velocidade?) pela rua Major Prado quando bateu na traseira de um Fusca que estava sendo estacionado.
Logo depois, segundo o depoimento de uma testemunha à polícia, a empresária se apressou em sair do local (não seria correto dizer fugir do local?) do acidente. Foi nesse momento que ela atropelou a primeira vítima, a aposentada Elizabeth Braga Roque, 71.
A aposentada saía da missa, na igreja Matriz, quando foi atingida pela Pajero (no caso a Pajero tem vida própria, notem, foi ela e não a empresária que atingiu a aposentada). Com a colisão (aqui a coisa piora: a aposentada COLIDIU com a Pajero), ela fraturou a bacia e teve de passar por uma cirurgia na Santa Casa de Misericórdia de Jaú.
Mesmo após o primeiro atropelamento, a empresária não parou o veículo. De acordo com a polícia, ela teria entrado na contramão, na rua Riachuelo, e subido na calçada do lado esquerdo da via. Foi ali que acabou atingindo as outras quatro vítimas (olhem que leitura cuidadosa: teria entrado na contramão! Entrou ou não entrou? Isso é simples de apurar, ou será que algumas testemunhas dirão que a contramão que entrou nela? Outra palavrinha terna: atingindo! Quase que como por acaso...).
A aposentada Valdete Ometto Ciamariconi, 65, foi jogada contra a parede de uma residência e não resistiu aos ferimentos. Ela morreu minutos após o acidente.
De acordo com a polícia, ainda sobre a calçada, Walterez atropelou Adelelmo Pataro e sua mulher Iraci Escardo Pataro, ambos com 77 anos, e a dona-de-casa Maria Terezinha Milani Tirolo, 53.
O homem morreu na noite de anteontem, com traumatismo craniano. Iraci teve fraturas pelo corpo, e Maria Terezinha quebrou a bacia, a clavícula e uma das costelas. Elas estão internadas na Santa Casa.

Fiança
De acordo com a polícia, depois dos atropelamentos, a empresária ainda derrubou uma árvore e colidiu contra dois veículos estacionados: um Voyage e um Gol.
"No impacto com o Gol, a Pajero foi para a outra calçada, bateu em um Corsa vermelho e, em seguida, no muro de uma residência", contou o delegado Luverci da Costa Mello, do 1º DP de Jaú. "Havia feridos por todos os lados." (Vejam, nenhuma especulação sobre velocidade, eventuais abusos por parte da motorista, nada!)

Flagrante
Walterez foi presa em flagrante logo após o acidente, acusada de homicídio e lesões corporais culposos (sem intenção), mas não passou nem uma noite detida.
Ela pagou R$ 4.500 de fiança e foi liberada na própria terça-feira, algumas horas depois dos atropelamentos.
A empresária sofreu apenas escoriações na boca, mas disse que só falará em juízo - Walterez não prestou depoimento na delegacia.
"Não daremos declarações, porque ela está em estado de choque e ainda não conseguimos conversar", afirmou seu advogado, Eduardo de Almeida Bernardo.


Os destaques são meus. Reparem que a repórter não está indignada, os jornais não farão editoriais, o Reinaldo Azevedo não publicará uma linha sequer no seu blog, resta saber se as revistas semanais, como Veja, Istoé e Época trarão na capa as fotos do carro com o sangue das vítimas, ou ainda se haverá alguma modificação na lei, a toque de caixa, para combater a brutalidade desse tipo de crime. Sem contar o editorial do Jornal Nacional e a entrevista do Fantástico com os familiares das vítimas.
Vamos esperar sentados, de pé vai cansar.
Depois ainda falam em democracia!

3 comentários:

DANIEL PEARL disse...

É visível o desprezo da "Grande Mídia" para com a Semana Santa. A insensibilidade dos donos dos jornais, rádios e televisões têm contribuído ao esvaziamento da maior data da cristandade. O blog DESABAFO PAÍS descobriu que essa mesma “Imprensa” além de insensível, não é imparcial, como ela fala pelos quatro cantos do Brasil. Desde 2002, a Mídia Conservadora e PSDB, PFL, PPS e Cia. vêm tramando a queda do Lula. E agora, políticos do PSDB e PFL reuniram com o Comando dos Controladores de Vôo em Brasília, 5(cinco) dias antes do “Caos aéreo” da semana passada. Porque a grande mídia omitiu esse fato? Quem são os jornalistas empenhados em instaurar o terror no País - A legião de colaboradores do Golpe de Estado se divide em três frentes diferentes na mídia: 1) Jornalistas da grande imprensa; 2) Blogueiros e articulistas "independentes"; 3) Formadores de opinião (analistas políticos, artistas, etc...). Acesse: http://desabafopais.blogspot.com. Um abraço, Daniel Pearl.

Vinícius disse...

Toni, muito bom. É uma pena que me falta tempo para comentar os textos de jornal com os quais fico horrorizado. Seu blog continua cada vez melhor. Abraço. VMP

R.C disse...

Professor, para a coluna do RC "Eles Dizem, Nos Dizemos" um texto assim cairia muito bem!

Infelizmente, o teor mostra a realidade triste de que a midia nao eh do povo, mas pertence a antagonicos alguens.

Abrax

RF