5.3.09

Aborto e excomunhão

Vejam a notícia abaixo, publicada no JC Online de Pernambuco.
É de dar raiva e causar pena.
Mas a igreja católica se colocou contra o aborto. O arcebispo de Olinda e Recife, Dom José Cardoso Sobrinho, nos trouxe à memória a Santa Inquisição. Excomungou a mãe, médicos e todos os demais que participaram do aborto.
Como se a decisão fosse algo satânico e não para o bem da saúde física e mental da criança estuprada pelo padrasto.
Some-se ainda a pressão realizada pelo tal arcebispo, que tentou falar com o governador para evitar o aborto. Em boa hora o governador não se deixou intimidar pela ação conservadora.
Venceu a lógica! Pelo menos desta vez!


Menina de 9 anos aborta gêmeos
Do JC OnLine
Com informações de Verônica Almeida

A menina de 9 anos que engravidou de gêmeos depois de ser estuprada pelo padrasto de 23 anos abortou os dois fetos na manhã desta quarta-feira (4).
O aborto, realizado no Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (Cisam), na Encruzilhada, Zona Norte do Recife, foi induzido por medicamentos. O primeiro feto foi expelido por volta das 9h. O segundo, às 11h30.
A menina, que teve alta do Instituto Materno Infantil de Pernambuco (Imip) no final da tarde desta terça-feira (3), deve passar ainda por uma curetagem - procedimento médico para retirar material placentário da cavidade uterina.
De acordo com os médicos, o estado de saúde da garota - que tem 33 quilos e 1,36 m de altura - é estável e ela deve continuar internada na unidade de saúde até esta sexta-feira.
PAIS - O aborto aconteceu em meio à polêmica envolvendo o pai da garota, que, evangélico, demonstrou ser contrário ao procedimento. No entanto, a mãe decidiu tirar a criança do Imip, onde estava internada, e levá-la ao Cisam para a realização do aborto.
No último dia 3, a polícia prendeu o trabalhador rural José Amâncio Vieira Filho, acusado de ter estuprado a enteada. A prisão ocorreu um dia depois de a história vir à tona no município de Alagoinha, no Agreste de Pernambuco. Em depoimento à polícia, José Amâncio confessou também ter violentado a irmã da menina, hoje com 14 anos e portadora de deficiência.

Fonte: JC Online – disponível em http://jc.uol.com.br/2009/03/04/not_193248.php

7 comentários:

Renato disse...

Se eu fosse católico, eu pedia a excomunhão do bispo ou então ia pedir a minha.....
apesar da igreja católica ter alguns setores progressistas, ainda assim ela é como as demais religiões em sua essencia:
instrumentos de dominação, que nesse caso chega a esse limite ridiculo até.
bom, o queesperar dela se o papa, seu lider mor é nazista, beira a raia da loucura querer implantar o programa deles(inspirado em bush junior) de castidade até matrimoniop para controlar as dsts.
ao nosso caro bispo,
a inquisição acabou

Kátia Portes Leão disse...

Como é que pessoas que fazem esse tipo de pressão&declaração ABSURDAS e completamente desumanas - isso sim que é imoral - saem ilesas?

Um dos criminosos é ele mesmo, nessa história!

Prof Toni disse...

Concordo plenamente!

MArina GAma disse...

Fiquei completamnete chocada quando li sobre a posiçao da Igreja e excomunhão da mae e dos medicos.
Simplesmente absurdo !

E agora o Vaticano conordou com o Bispo e condenou o aborto!

realmente, a Igreja católica cada vez mais desapontante!

(saudade Toni)

Marina

Cássio Augusto disse...

Apóio integralmente a decisão dos médicos... mas tbém não posso deixar de consideral a decisão da igreja correta... correta dentro da sua lei!!!

Leia meu texto!!!

Cláudia Cecília disse...

Tenho formação católica, embora há muito tempo tenha deixado de frequentar a igreja...Por essas e outras!! É de envergonhar - e revoltar - uma postura desta, num caso como esse!

Cris disse...

Será que a fé das pessoas católicas resistirá sempre cegamente às contradições da igreja? Aprende-se nas missas, e á fui em muitas quando era pequena, que as crianças devem ser amadas e protegidas. Sabe-se que uma menina de 9 anos é estuprada e engravida de gêmeos, uma menina de 33 kg, que mal conseguiria ter uma única criança, grávida de duas, e então, em vez de amar e proteger esta criança, excomunga-se a mãe por tentar protegê-la...