2.5.07

1º de Maio - quando o sonho desaparece

Sinto-me traído pelo movimento sindical que hoje adormece nos braços do governo. Não reconheço a Central Única dos Trabalhadores que faz um 1º de Maio com Bruno e Marrone, embora também subam ao palco neste ano Leci Brandão e Chico César, bem melhor que o KLB e outros dos anos anteriores. Que a Globo faça dessas figuras suas atrações principais. A CUT é que não pode reproduzi-las, faça-me o favor!

Para ler a íntegra deste texto visite o Reação Cultural.

Um comentário:

R.C disse...

Da-lhe Professor, que a luta continua!

abrax

RF