31.5.07

Classificação Indicativa

Parece que o tema do dia é a tal classificação indicativa dos programas de TV aberta.
Uma excelente matéria está no blog Vi o Mundo, do Luiz Carlos Azenha, clique aqui para acessá-la.
No Luis Nassif Online também aparece um texto, criticando a postura que o Demétrio Magnoli expressa em seu artigo sobre o tema no Estadão. Clique aqui para ler o Luis Nassif e aqui para ler o artigo do Demétrio Magnoli no Estadão (só para assinantes).
Caso queira uma leitura profunda sobre o tema recomendo o texto CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA: ELEMENTOS PARA UM DEBATE PLURAL (clique no título para ter acesso), publicado pela Agência de Notícias dos Direitos da Infância - ANDI.
No site da ANDI você encontra também o texto da CARTA ABERTA AO MINISTRO DE ESTADO DA JUSTIÇA (reproduzida no texto do Luiz Carlos Azenha), defendendo a classificação e assassinada por inúmeras entidades da sociedade civil, além de importantes personalidades (clique aqui para ler a carta e os signatários).
O articulista do Estado escreve de maneira contraditória, conforme demonstra o artigo do Luis Nassif, assina o texto como sociólogo, mas deveria completar sua assinatura com um “neoliberal radical”, afinal faz coro ao tucanato quanto à diminuição, senão extinção pura e simples, do Estado e sua subseqüente substituição pelo deus Mercado.
No texto da ANDI o reflexo de um debate maior, sobre o papel da TV aberta vista como concessão pública, tendo obrigações com a sociedade e não apenas com o mercado, sendo este deus ou o diabo.

2 comentários:

João disse...

Magnoli mostrou o que o que menino todo poderoso fez.

Nassif, em seu habitual estilo, ironizou sem responder a nada.

Há quem aplauda esse tipo de besteira hehehe

Prof Toni disse...

Eu prefiro o Nassif...