9.8.07

Classe Média - Max Gonzaga

CLASSE MÉDIA
Max Gonzaga e Banda Marginalautor - Max Gonzaga
Sou classe média.
Papagaio de todo telejornal
Eu acredito
Na imparcialidade da revista semanal
Sou classe média,compro roupa e gasolina no cartão
Odeio "coletivos"
e vou de carro que comprei a prestação
Só pago impostos,
Estou sempre no limite do meu cheque especial
Eu viajo pouco, no máximo um
Pacote CVC tri-anual
Mas eu "tô nem aí"
Se o traficante é quem manda na favela
Eu não "tô nem aqui"
Se morre gente ou tem enchente em Itaquera
Eu quero é que se exploda a periferia toda
Mas fico indignado com o Estado
Quando sou incomodado
Pelo pedinte esfomeado
Que me estende a mão
O pára-brisa ensaboado
É camelô, biju com bala
E as peripécias do artista
Malabarista do farol
Mas se o assalto é em "Moema"
O assassinato é no "Jardins"
E a filha do executivo
É estuprada até o fim
Aí a mídia manifesta
A sua opinião regressa
De implantar pena de morte
Ou reduzir a idade penal
E eu que sou bem informado
Concordo e faço passeata
Enquanto aumento a audiência
E a tiragem do jornal
Porque eu não "tô nem aí"
Se o traficante é quem manda na favela
Eu não "tô nem aqui"
Se morre gente ou tem enchente em Itaquera
Eu quero é que se exploda a periferia toda
Toda tragédia só me importa
Quando bate em minha porta
Porque é mais fácil condenar
Quem já cumpre pena de vida

Quer ouvir essa canção no Youtube? Clique aqui.

Um comentário:

Manu disse...

Oi Toni!

Primeiramente PARABÉNS pelo blog.

Fazia um tempo que não dava uma passadinha por aqui. Adorei essa música, será que tema alguma verdadde, ou é comercial mesmo?! rsrs

E que revista semanal é essa? Olhe? Alguma coisa assim?!

Só faltou dizer que a classe média só se incomoda com o cheiro de "mijo" nas escadarias do Municipal, mas ... acho que isso não incomoda, já que a "Operação Limpeza" inclui tb seres humanos e quando se tem apresentação é incrível como os moradores de rua desaparecem!

Um Forte abraço! E saudades de ti!