12.4.08

Ética na TV

O excelente portal Ética na TV (clique aqui para visitá-lo) apresenta o 14º Ranking da Baixaria na TV.
O resultado não causa surpresa: BBB8 campeão disparado!
Uma entrevista do programa do Jô, tratando dos hábitos sexuais das angolanas, um primor de racismo e ignorância também ganhou destaque.
Este é um bom trabalho dos senhores deputados, mostrando que nem tudo que fazem é inútil, só não aparece no Jornal Nacional por motivos óbvios.

Big Brother lidera 14º Ranking da Baixaria na TV

Depois de seis meses de apuração, campanha divulga o 14º Ranking da Baixaria na TV e Big Brother Brasil lidera o quadro

Por Ana Lúcia Bonfim

Pela 14º vez a campanha “Quem Financia a Baixaria é Contra a Cidadania” divulga o Ranking da Baixaria na TV. Novamente o Big Brother Brasil lidera o quadro dos cinco programas mais denunciados nos últimos seis meses. A campanha foi lançada em novembro de 2002 e já registrou um total de 32.874 denúncias. As reclamações foram analisadas pelo Comitê de Acompanhamento da Programação (CAP) formado por representantes das mais de 60 entidades que assessoram a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados na campanha.

Para ler a notícia completa é só clicar aqui.

2 comentários:

Quim disse...

"As reclamações foram motivadas pela exibição de diversas cenas de discriminação, apelo sexual, violência, vocabulário inadequado para o horário, exposição de pessoas ao ridículo e vulgarização das relações humanas."

Isso se estende para praticamente toda a programação de TV do mundo. Na verdade, o único programa da TV brasileira que não enquadra nenhuma das motivações supracitadas é Globo Rural e aquele lance com o Pe. Marcelo Rossi, aos domingos.

Se quem financia a baixaria é contra a cidadania, então a culpa não é só do patrocinador, mas também do consumidor.

Conclui-se que a única arma disponível é o boicote, e não essas campanhas que nunca dão fruto.

Prof Toni disse...

Claro que o consumidor/expectador também é responsável, mas não podemos esquecer que muitos não têm essa possibilidade de escolha, além de passivos são expostos permanentemente a esse lixo, outra coisa importante: essas melecas são concessões públicas, portanto devem responder a uma função social!