15.1.07

ABRIU-SE UMA CRATERA NA "TEOLOGIA DA PRIVATZAÇÃO"

Não tenho o hábito de publicar integralmente textos de outros veículos, mas este do Paulo Henrique Amorim está soberbo, caso queiram conferir é só ir para o seguinte endereço:
Paulo Henrique Amorim

Máximas e Mínimas 89

. Fernando Henrique Cardoso, o Farol de Alexandria, aquele que lançava luzes sobre a Antiguidade, foi o patrono da privatização.
. FHC entrará para a História ao lado de Salinas de Gortari (México), Carlos Menem (Argentina) e Alberto Fujimori (Peru), notáveis estadistas que, impulsionados pelos “Chicago Boys” de Pinochet e os bancos da globalização, privatizaram o que puderam.
. Salinas, Menem e Fujimori enfrentaram alguns problemas na Justiça, por causa da privatização, mas, aqui, não se chegou a tal ponto. (Daniel Dantas faz parte da lista dos brasileiros notáveis, segundo a revista IstoÉ).
. No plano estadual, a privatização atingiu o ápice na gestão de Geraldo Alckmin.
. Mário Covas o incumbiu, como vice-governador, de fazer as privatizações. Como Governador, Alckmin alterou as regras do jogo e fez um contrato para a Linha 4 do metrô que deu no que deu.
. Um contrato do tipo “turn key”. Dadas as especificações, fixados os prazos e os preços, o problema é de quem constrói.
. O Governador José Serra começa a tirar o corpo fora e dizer que a culpa é das construtoras (clique aqui). O vice-governador Alberto Goldman também (clique aqui).
. O sistema “turn key” é o Prêmio Nobel da privatização. Muito melhor do que o do Patriarca de García Márquez, que queria privatizar a água do oceano para pagar as dívidas.
. A cratera da Linha 4 abre uma cratera na “teologia da privatização” dos tucanos.
. José Serra vai engolir esse sapo e jogar a bola no campo das empreiteiras?
. José Serra vai dizer que a culpa é de Geraldo Alckmin?
. Afinal, na campanha presidencial, Alckmin tirou o corpo fora e não defendeu as privatizações.
. E FHC – vai continuar a defender seu legado “privatizante” para os moradores da rua Capri?
. Ou José Serra vai denunciar o contrato da Linha 4 – como anunciou que ia fazer com os contratos assinados por Covas/Alckmin?
. Serra tem como substituir ou refazer os contratos de financiamento para a Linha 4, que Alckmin assinou com bancos internacionais?
. Se fizer, vai depender das PPPs do Governo Federal.
. Isso interessa aos tucanos de São Paulo?
. Serra tem como voltar ao tipo de contrato anterior – em que os engenheiros do Metrô controlavam a obra?
. Caiu uma bomba do Riocentro* no colo dos tucanos de São Paulo: qual é a privatização da teologia dos tucanos?

* Clique aqui para saber mais sobre o episódio do Riocentro.

Um comentário:

Felipe disse...

É, quero acompanhar bem esse caso!
Quero ver qual é a resposta dos que adoravam falar dos "buracos da Marta".
Que tal falar da "cratera do Chuchu" ? "cratera PSDBista" ? "cratera ... " ?
E assim vai.. Agora resta escolher um nome para tal proeza que conseguiram fazer!

Realmente estou horrorizado com o ocorrido!