19.9.06

Novo escândalo na praça

Pois quando tudo parece caminhar para a pasmaceira, alguns cuidam de se emaranhar em suas próprias teias.
Desta vez a PF apanhou gente filiada ao PT numa operação de aquisição de dossiê contra o candidato ao governo do estado de São Paulo, José Serra.
Não fosse a clareza com que alguns petistas já se pronunciaram daria até para levantar a lebre de alguma armação para comprometer a candidatura Lula, que vai de vento em popa, diga-se de passagem.
Aliás, essa trapalhada foi providencial para o PSDB, pois livra o Sr. Serra de dar explicações sobre os fatos apresentados no tal dossiê.
Para a mídia anti-Lula a história caiu como uma luva. Hoje a famosa tucana Miriam Leitão chegou a dizer que o “escândalo faria corar os envolvidos em watergate”, brincadeira?
Engraçado que a dita cuja e os seus camaradas emplumados não tiveram o mesmo ímpeto investigativo-moralista nos 8 anos de governo do “príncipe”. E olha que denúncia foi coisa que não faltou, aliás, registre-se o grande empenho desta turma em impedir a instalação de CPIs no governo tucano, hábito que trouxeram do Planalto Central para o Paulista (a imprensa informa que o picolé de chuchu conseguiu barrar mais de 60 CPIs).
Vamos aos fatos:
=> comprar dossiês não é crime;
=> portar quase R$ 2 milhões em dinheiro vivo, sem explicar a origem, é!
=> autoridade participar de solenidades não é crime, como mostra o vídeo do tal dossiê, mas influenciar licitações, acobertar falcatruas de deputados emendando orçamento é!
Então a PF deve investigar a procedência e legalidade desta pequena fortuna e, juntamente com o Congresso, esgotar as investigações nos tocante à Máfia das Ambulâncias.

3 comentários:

Brisa disse...

Tudo bem, Toni. E tu achas que há tempo hábil para isto antes das eleições? Para esta investigação, apuração, etc? E mais, por que esta mídia não mostra o que contém de tão alarmante no 'valioso' dossiê que já não seja do domínio público? E por que o PT não solicita à imparcial Justiça que investigue com profundidade o candidato José Serra? Sabe o que eu acho, o seguinte: Tem gente do PT envolvida? Sim. Foi armação da oposição? Foi. Por quê? Porque gente sem-vergonha e traíra existe em toda a parte e dão a alma em troca de din-din grosso. Se venderam. E a armação foi tão bem orquestrada que vinha se desenhando há dias. Não conheço deste submundo, nem quero. Não acredito em santos de lado nenhum. De tudo isto tem uma pergunta que não me sai da cabeça e imagino que seja isto que a maioria do povo também se pergunte, é muito simples: O QUE O LULA GANHARIA COM ISSO? Se as pesquisas já davam sua vitória praticamente consolidada. Nem o mais burro dos burros entraria de gaiato em tamanho tiro no pé. Resumo: Armação com participação de gente do PT, em conluio com a oposição, mídia e TSE. Me responsabilizo pelo comentário, quem quiser me processar esteja a gosto. Não confio na imprensa, muito menos no ministro Marco Aurélio de Mello, presidente do TSE, nem na ministra do STF, Helen Gracie. MCM é primo do Collor e indicado por este, como todos sabem e a ministra Hellen, nomeada por FHC, tem em suas gavetas, trancadas à sete chaves, documentos que dariam milhares de dossiês da era FHC, os quais não autoriza desentranhamento nem por decreto papal. Sujeira tem por tudo que é lado, para todos os gostos, mas a moda é bater no PT e no Lula. Por estas e por outras que sou demodê. Textinho interessante para dar uma lida a quem possa interessar http://www.informante.net/resources.php?catID=2&pergunta=3359#Cena_1 Abraço, guri!

Brisa disse...

Amarelo Piscante: próxima fase do golpe -
Um e-mail assinado por Mauro Carrara está circulando na rede com o seguinte alerta: “Um amigo que trabalha na torre do mal, na Marginal do Pinheiros, acaba de me soprar, desesperado, a próxima Capa de Veja. Um teste de capa faz uma montagem em que Lula aparece com as mãos para trás e algemado. Usaram como base uma foto tirada na saída do prédio da ONU, neste dia 19, quando o presidente era escoltado por um segurança do evento. O título provisório é: O MANDANTE DO CRIME. A matéria principal está absorvendo o trabalho de praticamente toda a redação. A idéia é montar uma história que faça de Lula o arquiteto do caso dossiê. É a cartada final de "Veja". A proposta é que a matéria da revista abasteça toda a grande imprensa para o golpe final na candidatura de Lula”. A conferir

Prof Toni disse...

Amiga, pelo que tenho ouvido e lido pode acender o vermelho!