24.12.07

Estatísticas que a mídia grande não faz

1 – Percentual de atraso nos pontos de ônibus da capital de São Paulo* (mas nos aeroportos faz);
2 – Índices de conforto para espera nos pontos de ônibus* ao longo do percurso (mas nos aeroportos faz);
3 – Segurança e conforto oferecido aos passageiros pelos ônibus e demais meios de transportes coletivos, pelo menos nas grandes capitais (mas nos aeroportos faz);
4 – Pratica-se overbooking nos coletivos das capitais brasileiras?
5 – Qual o tempo médio que o paulistano, ou o morador de qualquer outra grande cidade do país, permanece dentro do transporte coletivo?
6 – Índices de conforto e segurança nos ônibus intermunicipais ou interestaduais?
7 – Atrasos e dificuldades para se chegar aos terminais rodoviários no período de festas (vi uma matéria na Record News sobre o terminal de BH elucidativa).

Por que será que não houve batismos para o trânsito da capital de São Paulo, do tipo “caos no trânsito”?
Ou mesmo na educação do Estado de São Paulo, pois com as recentes pesquisas e resultados de provas/exames nacionais e internacionais poderíamos chamar o que acontece no estado mais rico do país, administrado pelo mesmo partido político há 13 anos, de “caos na educação”?


* na capital de São Paulo ou em qualquer outra grande cidade do país.

2 comentários:

claudia cardoso disse...

Boa Toni! A gente saca qual é a da mídia. O problema é o resto da massa pautada por ela. Abraço e bom natal!

Prof Toni disse...

Vamos mudando a pauta, mesmo que bem devagar...