18.10.08

A semana não foi fácil

Primeiro para minha pessoa: a recuperação da cirurgia da catarata que estava indo muito bem, danou-se! Pintou uma pequena inflamação e fiquei um tanto quanto assustado, pois parecia que o olho vertia sangue. Minha esposa disse que eu estava exagerando, em todo caso tive que retomar o repouso e voltar com os colírios do pós-operatório e ainda somar um antiinflamatório.
Isso, de certa forma, prejudicou minhas leituras nesta semana de recesso pedagógico, ou do saco cheio como gostam os alunos.
Mas é impossível não comentar alguns acontecimentos:

Campanha eleitoral em São Paulo
O marquetingue da Marta escorregou feio. Ao fazer insinuações, mesmo que sutilmente, sobre a orientação sexual do Kassab, atentou contra a história do Partido dos Trabalhadores e a da própria candidata, que tanto sofre com as picuinhas da imprensa e com o preconceito por defender a união civil entre homossexuais, por exemplo.
Lembro-me como se fosse hoje dos acontecimentos da campanha de 1989. Lula impediu que a campanha fosse levada para o mesmo fosso que Collor e o Grupo Globo a remeteu. E olha que material não faltava!

Polícia x Polícia
Mais uma demonstração da “capacidade de gerenciamento” do PSDB. Governam o estado de São Paulo desde 1995, sem interrupções, conseguiram afundar a educação, saúde e a segurança pública. Por estes temos lido que São Paulo, quando comparado aos outros estados da federação, paga muito mal aos seus professores e aos seus policiais.
O conflito, armado, entre policiais civis e militares trouxe ao público o autoritarismo do Serra e a incapacidade de lidar com extremos e de negociar.

Seqüestro em Santo André
Uma situação limite vivida pelos policiais, reféns e familiares.
Causam-me estranheza: a) o caso de uma refém libertada ter voltado para o cativeiro, penso que seja um caso único no mundo, que sirva de lição para que nunca mais aconteça; b) o acesso que a mídia teve ao seqüestrador. Não tem cabimento entrevistas ao vivo e a condição de estrelato que ele assumiu, mesmo sem ter pedido; c) o desfecho trágico, até agora sem uma explicação plausível por parte das autoridades estaduais, inclusive o governador.

A crise econômica dos EUA
O Brasil resiste à hecatombe, embora contra a vontade da mídia.
Se dependesse dos jornais e TVs nós já estaríamos de pires na mão batendo nas portas do FMI e seus asseclas.
Ela é séria e deve afetar o Brasil sim! Parece-me que muito mais na questão do crédito, que já escasseou para o cidadão comum e também para os investimentos privados.
Também devem sofrer aquelas empresas que se desviaram de sua atividade principal para ganhar dinheiro com operações especulativas.

O papel da nossa mídia nisso tudo
Lamentável!
Esforçaram-se para super-dimensionar a peça publicitária imbecil da campanha de Marta, sem fazer uma auto-crítica de episódios passados, inclusive de ataques à própria candidata no tocante às suas relações conjugais.
A Folha de S. Paulo protege o Serra de maneira descarada. Se tomarmos por base o noticiário da crise área, de responsabilidade federal, já deveríamos ter notícias do “Caos na segurança pública” na esfera estadual. Mas nada, apenas notícias assépticas, sem análises consistentes, amenizando as responsabilidades dos tucanos.
Já pensaram se tal crise acontece num estado governado pelo PT, PSB ou PC do B?
Aliás, Eduardo Guimarães, Luiz Carlos Azenha e Luis Nassif têm nos mostrado como a indignação da mídia nativa é altamente seletiva. Compensa lê-los com freqüência. Sem esquecer das leituras da CartaCapital e do Blog do Mino, é claro!
Quanto ao caso de Santo André, mais uma vez a tragédia é colocada no ar de olho no Ibope. O sensacionalismo barato toma a TV, principalmente a aberta, mas ecoa também no noticiário da TV paga. É óbvio que é um acontecimento extraordinário e como tal deve receber atenção da mídia, mas não seria o caso de submeter o noticiário a um interesse maior: a vida dos reféns?
Essa mania de transformar tudo em Big Brother é revoltante. Agora temos uma novidade copiada – argh! – dos estadunidenses: cada canal de TV leva para os seus estúdios uma infinidade de psicólogos, psiquiatras, especialistas dos mais diversos calibres. De maneira insana, traçam perfis, diagnósticos e apontam soluções a partir do conforto do estúdio e da distância dos fatos, como se fossem os donos de toda a verdade do mundo!
Finalmente a tal crise. Criticam a “aparente calma” do presidente Lula. Queriam o quê? Por acaso deveria ele alardear o pânico? Esconder-se embaixo da cama na Granja do Torto?
Ele cumpre o papel de estadista, que deve transmitir calma numa situação como essa, ao mesmo tempo em que toma medidas para diminuir os impactos negativos do episódio.
Caso a mídia fosse correta poderia tecer críticas quanto às medidas tomadas ou a velocidade das decisões, nunca a aparente calma do presidente.

4 comentários:

Renato disse...

Toni, acima de tudo espero que fique e que esteja tudo bem com você.
Abraço
Renato Aizenstein - Prof Inglês que trabalhou com você no COC e CPV

Renato disse...

então vamos por partes.
1.Caro Toni, desejo que melhore deste incomodo o mais rápido possivel.
2.Parece que da um branco no PT e sai cad pérola(Genoino defendendo a rota na rua) essa da campanha da Marta serviu par o Kassab se pegar nisso e fazer tempo passar, já que ta ganhando, é duro e só não foi pior graças a interferencia do pres Lula.
3. sobre o caos da segurança em sp, o que vimos foi a falta de preparo do psdb e dessa figura nojenta do ze serra, aliás ele é a pior alternativa para o nosso país e o nosso querido eleitorado de sp ainda vai eleger ele presidente.....
o pior é que eles governam sp dsde 95 e tudoa que acontece nesse tempo, foi obra de manipulaçao do pt, ora então para que ele é governador, se nem autoridade ele possui mais
lanço aqui uma campanha, impeachment para josé serra..
3.sobre Santo André, o espetáculo que acabou em tragedia, a policia errou ao nao acompanhar os passos da segunda refem e permitir o retorno dela a casa, não souberam avaliar o risco rela da situaçao pois o jovem não possuia antecedentes, e então achavam qu ele se entregaria facil, e por fim tivemos mais um espetaculo, assim como na morte de Isabela Nardoni uma fonte de ibope e mais dinheiro de patrocinadores para nossos queridos abutres da imprensa burguesa.
OBS, SÓ FALTA O ZÉ SERRA DIZER QUE O SEQUESTRADOR É DO PT E VOTOU NO SIRAQUE LÁ EMSANTO ANDRÉ, E QUE FOI ARADO PARA PREJUDICAR O GOVERNO TUCANO(NÃO DUVIDEM)
4. SOBRE A CRISE, VOU FAZER UM PEDIDO AO LULA, POR FAVOR DEIXE LOGO ACRISE VIR PARA O BRASIL, POR QUE S ISSO NÃO ACONTECER, COMO A FOLHA E A VEJA VÃO SE PAUTAR ??????????????
E O ESTADÃO ENTÃO?????/
OBS. NA ÉPOCA DO FHC O DLAR JA ESTARIA A 3,00 O FMI JÁ TAVA AQUI, ETC. ETC EAINDA IRIAOS VER QUE O GOVERNO AGIU RAPIDO NA DEFESA DO BRASIL,

Prof Toni disse...

Rnato (1): fala camarada! Agradeço os votos... Abração.

Prof Toni disse...

Renato (2): pois é, a coisa é muito seletiva por parte da mídia...